Os Encantos do Jalapão. Dias 3 e 4.

       Olá, viajantes!

       Continuando nossa postagem sobre o Jalapão com as atividades realizadas nos 2 últimos dias e dicas muito importantes para finalizar o post sobre este destino encantador

Day 3

       Perto da pousada onde pernoitamos está o Fervedouro do Alecrim com permanência de 15 minutos por causa do feriado, mas geralmente são 20 min. Cada fervedouro tem sua particularidade, com pressões e belezas diferentes.

 

 

       Ao partir para o próximo atrativo, passamos por um posto de gasolina que me fez sentir no velho oeste, com o litro da gasolina a um precinho de R$5.10.

20180430_092628
Posto de gasolina do velho oeste.rs

        Next stop: Cachoeira e Poço Encantado. Mas no caminho demos uma paradinha obrigatória para apreciar o grandioso Morro da Catedral.

 

 

       Quando chegamos na Cachoeira e Poço Encantado, pela primeira vez era só o nosso grupo no local. Pudemos ficar a vontade e explorar bastante.

 

 

       Hora do almoço na Fazenda Rosalina, em Novo Acordo, e em suas terras está localizado o próximo atrativo: a trilha do Morro dos Macacos/Morro Vermelho. Em uma rápida e leve “escalaminhada” (caminhada com escalada – é sério..rs) com subida de uns 5 metros, mas com auxílio de uma corda, chegamos ao topo do Morro. Lá temos uma vista panorâmica, pura beleza em 360 graus.

 

       Agora? Mais 3 horas na 4×4 com destino a Ponte Alta. Chegamos às 20h na lotada Pousada Águas do Jalapão para jantar, porém alguns não conseguiram comer porque a comida tinha acabado e demoravam para fazer a reposição. De lá fomos pernoitar em uma pousada bem charmosa: a Pousada Veredas das Águas.

Está gostando? Inscreva-se no blog para receber avisos de novos posts, no Instagram @astrolabio.trip, na página no Facebook Astrolábio Trip e no Canal do Youtube Astrolábio Trip.

Day 4

       Tomamos um café da manhã reforçado e resolvi andar um pouco e descobri que tem praia no Jalapão. No mês de julho a Praia do Tamburi é preparada para receber a temporada de praia, com shows e diversas apresentações agitando Ponte Alta.

praia do tamburi
Praia do Tamburi e a Ponte Alta que dá o nome à cidade.

       Fomos conhecer a lojinha de artesanatos com uma variedade de artigos feitos com Capim Dourado, nativo das veredas e facilmente encontrado pelo Jalapão. Sua colheita é feita em setembro quando está pronto. Os artesãos são descendentes de famílias quilombolas. Quem visitar o Jalapão em setembro terá a chance de ver os campos dourados.

 

       Chegamos então no Cânion do Sussuapara. O nome vem da época dos tropeiros que descansavam na região e encontravam muitos Veados Sussuaparas e começaram a se referir ao local como Sussuapara. Era uma cachoeira, porém com a construção de uma estrada próxima a areia foi caindo e assoreou o rio. Antes disso só se acessava o cânion nadando, agora vamos caminhando com a água no tornozelo.

 

       Agora paramos no primeiro ponto da Cachoeira do Rio Soninho que é apenas para fotos devido ao seu imenso volume de água. Depois de 5 minutos chegamos no segundo ponto do Rio Soninho que é ideal para o banho e descansar. Também foi onde fizemos nosso almoço/picnic.

 

 

       E para terminar o dia: Pedra Furada e seu esplendoro pôr do sol. Uma caminhada de 5 minutos e você já está em um dos pontos de maior interesse para assistir o sol se pondo. Esse foi nosso último atrativo no Parque Estadual do Jalapão.

 

 

        Hora de voltar para Palmas, mas antes uma parada em Taquaruçu para jantar no restaurante Vila dos Sabores. Recomendo o escondidinho de carne de sol. Neste último dia, senti como se só tivesse ficado dentro do carro.

       Infelizmente, devido a duração do circuito, não pude visitar todos as cachoeiras e fervedouros que queria. Vou citar alguns deles aqui embaixo que vale a pena conferir:

       Fervedouro Bela Vista e do Buritizinho, soube pelo pessoal da região que estão entre os mais bonitos; Cachoeira da Fumaça, que está fora do circuito tradicional e Jalapão Ecolodge, que além de hotel, possui diversas atividades de ecovivência como Boia Cross, trilhas e escalaminhadas.

Dicas:

  • O Jalapão é ótimo para ser visitado em qualquer período do ano, porém conversando com os moradores percebi que o melhor período é entre a estação das chuvas e da seca, ou seja, o mês de maio e setembro.
  • Leve uma mochila de dentro de sua bagagem, para você levar protetor, toalha ou canga e itens pessoais, pois a bagagem principal vai em um compartimento ou bolsão no teto do carro ou ainda na parte traseira.
  • Deixe avisado para a família ou amigos que você não terá internet durante o trajeto. Você só conseguirá se conectar nas cidades bases (Ponte Alta, Mateiros e São Félix) ou na pousada/hotel. O sinal melhor lá é da operadora Claro.
  • As poucas trilhas e caminhadas são bem curtas e tranquilas, até porque passamos bastante tempo dentro do carro. Mesmo assim, é bom levar um tênis confortável para alguns desses momentos.
  • Não esqueça do repelente em hipótese alguma. Leve também protetor solar e labial.
  • Leve dinheiro. Muitos lugares não aceitam cartão, e até mesmo os que aceitam podem ter problemas por causa do sinal.
  • Hidrate-se bastante. O clima é bem seco.

       Espero ter te ajudado com essas dicas. Qualquer dúvida ou comentário, só deixar aqui no blog que teremos o maior prazer em responder.

Para conferir as dicas dos 1º e 2º dias CLIQUE AQUI !

Inscreva-se no blog para receber avisos de novos posts, no Instagram @astrolabio.trip, na página no Facebook Astrolábio Trip e no Canal do Youtube Astrolábio Trip.

Vai viajar , gosta de descontos e ainda não escolheu onde se hospedar?

Clique nos nossos links para ganhar R$50 no site Booking.com https://booking.com/s/de37448f e R$ 130 no AIRBNB www.airbnb.com.br/c/priscilab1086

Até o próximo post, viajantes! XOXO

12 comentários

  1. Nossa que pena que voce nao conheceu o fervedouro mas bonito e maior do Jalapão o Bela Vista, muito estranho pois a maioria das agencias nunca deixa ele de lado, mas espero que volte novamente para conhecer-lo

    Curtir

    • Pois é, Andreia! Eu tentei reclamar mas o grupo estava achando que estava tudo certo e acabei virando a “chata”. Pularam várias coisas q estavam no roteiro que foi vendido. Só os via cochichando pelos cantos. Mas deu p aproveitar uma grande parte .rs. bjs

      Curtir

    • Olá! Primeiramente, obrigada pela sua visita. Bom realmente vale o investimento. Mas também achei desorganizado. Eu sempre uso o turismo em Bonito como comparativo, pois fiquei encantada com a organização deles. Agora no Jalapão senti as coisas meio “nubladas”. Eu sempre via os guias conversando entre si antes de resolverem para onde iríamos, mesmo já tendo um roteiro contratado. Pode ter sido coisa da agência que contratei, mas foi essa impressão que me passaram. Bjs 😘

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s